Já que nos aproximamos do Ano Novo, por favor, permitam-me expressar meus melhores desejos a toda a comunidade API. Como Presidente desta vibrante associação científica e profissional, gostaria de fazer umas breves reflexões sobre nosso progresso e reafirmar meu compromisso com o fortalecimento dos vínculos que compartilhamos como colegas.


Como psicanalistas da API, representamos não só uma profunda paixão por nosso trabalho psicanalítico e por um patrimônio histórico incomparável, bem como um sentido de pertinência a uma associação internacional ativa e de grande alcance. A API certifica e promove a formação, ao mesmo tempo em que apoia a investigação e o debate teórico-clínico saudável através dos continentes. Essa missão não seria alcançável para nenhuma outra organização em nosso campo.


Com objetivo de alcançar a estatura global da API, enviarei essa mensagem nos quatro idiomas oficiais da API, com a intenção de que seja traduzida em outras línguas. Isto é possível graças a generosa colaboração de nossos colegas de muitas Sociedades.


Como sempre, seus comentários são bem vindos e valorizados. Acreditamos que a API deve resultar significativa para seus membros e temos muita vontade de encurtar as distâncias e estar mais perto de todos vocês. Nosso desejo de transparência, na medida em que permitem nossos procedimentos, se reflete em nosso objetivo de estimular uma comunicação mais ampla dentro da API.


Desde agosto de 2013, a Nova Administração tem colocado em marcha uma série de iniciativas. Brevemente, cabe mencionar: 
Planos para um novo tipo de Congresso da API, baseado no trabalho dos grupos interregionais. Este modelo já se encontra em desenvolvimento para Boston 2015; 
A Reorganização da Área de Comunicação, que se refere a vários comitês importantes;       
 Planos para o Dicionário Enciclopédico de Psicanálise da API;
Explorar com as Regiões a possibilidade de desenvolver uma nova revista eletrônica internacional;
O relançamento da Área de Investigação, com sua base de dados a disposição dos membros da API dentro de um ano;
O novo website da API, com uma melhor organização dos conteúdos em vários idiomas;
A formação de novos Comitês de especial interesse, tais como o Comitê sobre “A Psicanálise e o Campo da Saúde Mental” e o Comitê proposto sobre “Psicanálise e Direito”;
O desenvolvimento de novos e precisos métodos de trabalho nos Novos Grupos Internacionais;
E, por último, planos para um intercâmbio periódico oficial entre os Diretores dos Institutos de Formação de todas as Sociedades, bem como uma reorganização mais profunda na estrutura administrativa central da Associação.


Estamos muito gratos ao Conselho de Representantes, ao pessoal de Broomhills, e aos membros dos Comitês e Grupos de Ação, que trabalham com tanto entusiasmo para levar a cabo todas estas tarefas exigentes e que dedicam tempo, energia e criatividade para promover o crescimento de nossa comunidade psicanalítica em todo o mundo.


Alguns destes planos de reestruturação requerem necessariamente tempo. A complexidade da organização da API se justifica não só por sua dimensão global e necessidade de coerência estrutural, mas também pela exatidão e precisão das normas e procedimentos destinados a garantir que todas as áreas e todos os Membros são escutados. Algumas vezes, isso pode significar que nossas mudanças não sejam rápidas, porém o objetivo é a construção de uma política eficaz de distribuição de recursos e oportunidades para um grande número de colegas.


Essa felicitação de minha parte e de Alexandra Billinghurst, Juan Carlos Weissmann e Paul Crake, também inclui uma menção menos formal, dedicada aos analistas como pessoas que oferecem a seus pacientes suas habilidades, sua energia e seus afetos.


Embora nem todas as regiões da API celebrem o fim do ano no mesmo dia, podemos imaginar esse momento como uma época de repouso, descanso e reflexão para muitos de nossos colegas; um descanso, seja longo ou curto, mas necessário sem dúvida, dada a natureza exigente de nosso trabalho.
Após, com o novo ano, retomaremos nosso trabalho clínico e nossas reuniões científicas e administrativas.


Assim, envio a todos os meus mais sinceros desejos de um final de ano tranquilo e um novo começo muito feliz: em casa, no consultório e nas relações com as pessoas queridas.

Obrigado.




Tradução para o português:
Alda R. D. De Oliveira
Sociedade Psicanalítica da Porto Alegre